Pesquise por hashtags, nomes, e assuntos Pesquisar

Kazuk Hardware – Blog

Como escolher o melhor monitor para você?

A tela de um computador faz toda a diferença na experiência de uso e poucos consumidores se atentam a isso na hora de adquirir uma nova máquina. Você sabia que não é só o tamanho que importa? Isso mesmo. Na hora de escolher o monitor, não faz sentido apenas procurar o maior que caiba no seu orçamento. É preciso entender um pouco mais sobre as suas necessidades e as especificações do produto.

Pessoas que utilizam o computador para tarefas mais simples e cotidianas, como acessar e-mails, navegar na internet e/ou trabalhar com produção e edição de texto podem se adequar perfeitamente bem a um tipo de monitor. Enquanto isso, gamers e demais usuários que produzem ou consomem materiais audiovisuais certamente podem melhorar sua experiência investindo em telas com características mais específicas – mas não se preocupe, siga nesse texto que vamos te explicar como escolher o melhor monitor

Tamanho

Muitas pessoas têm a ideia de que, quando se trata de monitor, quanto maior melhor – mas, na verdade, não é bem assim. Telas muito grandes geram desconforto no dia-a-dia, já que exigem que o usuário mexa muito o rosto para lê-la por inteiro.

O ideal é experimentar alguns tamanhos para entender qual é o mais confortável para o você e seu tipo de uso, mas as telas mais adequadas, em geral, tem entre 15 e 32 polegadas.

Para quem trabalha com muitas janelas abertas e sente que precisa de mais espaço útil, pode ser interessante considerar a possibilidade de utilizar dois monitores. Dessa maneira, é possível visualizar mais de um programa ou janela ao mesmo tempo.

Como escolher monitor

O melhor tamanho de monitor, em geral, varia de 15 a 32 polegadas

Formato

A escolha do formato depende muito do principal uso que se faz do computador. O formato widescreen é o mais utilizado atualmente e costuma atender às necessidades da maioria dos usuários. O tamanho mais comum de monitor widescreen é 16:9.

Para quem trabalha com textos e consome poucos jogos e/ou filmes no computador, pode fazer sentido também a tela mais quadrada, de tamanho 4:3, que facilita a leitura e a edição.

Para os gamers e/ou ávidos consumidores de conteúdo audiovisual, pode valer a pena o investimento em um monitor ultrawide, os mais modernos do momento, com proporção de 21:9 que oferecem altíssima resolução. Como são bem mais largas que o convencional, vale conferir sua compatibilidade com seus principais aplicativos e jogos.

Resolução

Ao contrário do que dissemos sobre o tamanho, nesse quesito pode-se dizer que quanto maior melhor – mas o ideal é se adequar à sua necessidade, já que talvez não faça sentido investir em um monitor de altíssima resolução se suas tarefas de dia-a-dia não exigirem tanto.

Para quem costuma usar o computador para navegar na internet, acessar e-mails e trabalhar com textos, uma resolução maior que a Full HD padrão (1080p) não faz muito sentido, já que a mesma sequer seria aproveitada.

Para quem utiliza o computador para jogar, consumir ou trabalhar com conteúdo audiovisual, no entanto, uma resolução maior pode fazer a diferença sim. Quanto mais resolução, melhor a qualidade de exibição das imagens exibidas na tela e, portanto, no seu game ou filme. 

Como escolher o melhor monitor

Como escolher monitor para jogar: se atente bastante à resolução

Lembramos que a maioria dos monitores atualmente já traz, por padrão, a resolução Full HD, que é uma excelente base para a maior parte dos usuários!

Brilho e contraste

O brilho e o contraste de um monitor devem ser mais levados em conta, novamente, pelos que utilizam a máquina para jogar e/ou consumir e trabalhar com conteúdo audiovisual, isso porque quanto maiores as taxas, maior a fidelidade de cores e da qualidade das imagens.

Os valores de brilho são medidas em cd/m² (candela por metro quadrado) e os monitores ideais para o trabalho cotidiano costumam apresentar entre 200 e 300 cd/m². Para os gamers e demais consumidores de conteúdo audiovisual, vale pesquisar para descobrir se um monitor com valores maiores de brilho cabe no orçamento.

Em relação ao contraste, não existe um cálculo ou taxa específica e diferentes marcas apresentam diferentes resultados quando, em teoria, estão vendendo exatamente a mesma coisa. Na hora de testar contraste, portanto, faz mais sentido testar entre diferentes modelos da mesma marca.

Atualmente, muitos modelos de monitor já oferecem a tecnologia do “contraste dinâmico”, que ajusta a intensidade do contraste conforme a imagem exibida na tela. 

Conexões

Este é outro aspecto importante de ser analisado na compra de um monitor, porque você precisa entender se ele é compatível com os demais aparelhos que você utiliza. Via de regra, os monitores atuais costumam vir com saídas HDMI e DVI, que são digitais.

Caso você precise que a saída analógica ainda seja uma opção, são monitores que também possuem a saída VGA que você deve se buscar. Vale lembrar que a melhor definição possível só pode ser obtida através de um HDMI.

Tela curva: vale a pena?

Atualmente, o modelo de monitor com tela curva vem ficando bastante popular entre os usuários. Essas telas oferecem uma maior imersão, já que ampliam a visão periférica e dão uma sensação de visão tridimensional, sendo, novamente, mais indicadas para os gamers e consumidores/produtores de conteúdo audiovisual. 

Esse tipo de monitor também minimiza os desconfortos oculares causados pelas telas comuns, já que seu formato faz com que todos os pixels apontem diretamente para os olhos do usuário, oferecendo uma projeção de luz mais natural e próxima à da vida real. 

Tela curva: vale a pena?

A tela curva é a opção ideal para quem quer mais qualidade e conforto visual

Agora que você entende um pouco mais sobre o assunto, continue sua pesquisa lendo a respeito dos monitores Kazuk! São opções com excelente custo benefício e que atendem às demandas de diferentes tipos de usuários.

Fala pra gente o que achou

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Feito por Nerau Studio